5 invenções de inteligência artificial incluídas na lista das 100 melhores inovações de 2021

A lista recém publicada das 100 melhores inovações de 2021, da revista Time, inclui vacinas contra a COVID-19 e malária, um robô para cuidar do aspecto emocional de crianças hospitalizadas, o foguete New Shepard, da empresa de turismo espacial Blue Origin, do milionário Jeff Bezos, celular e tênis, entre dezenas de outras invenções disruptivas.

“Selecionadas por uma equipe de editores e correspondentes da revista em todo o mundo, a avaliação leva em conta critérios como: originalidade, criatividade, eficácia, ambição e impacto”, explica o especialista em tecnologias disruptivas Arie Halpern.

As inovações estão classificadas em 26 categorias. Na de Inteligência Artificial, foram destacadas cinco invenções:

  1. Realidade Virtual se torna real

O mundo virtual vai além dos jogos, e podem ser úteis para planejar obras de infraestrutura, como estradas e edifícios, e também para testar veículos autônomos. O projeto Omniverse da NVIDIA facilita a criação de espaços virtuais ultrarrealistas. A plataforma colaborativa de design e simulação em 3D, que utiliza ferramentas de código aberto e é baseada na tecnologia NVIDIA RTX, permite criar mundos fotorrealistas em 3D.

  1. Correção para dublagem de filmes

O processo de dublagem de um filme para outros idiomas teve poucas mudanças nas últimas décadas. Para ajustar a fala aos movimentos da boca dos atores, os diálogos precisam ser modificados. O que, muitas vezes, pode comprometer todo o trabalho. Agora, a Flawless AI, fundada pelo ex-diretor de cinema Scott Mann, criou o software TrueSync, que analisa a atuação dos atores e altera a filmagem original dos movimentos da boca para adequar à vocalização necessária.

  1. Inspeções Automatizadas

O fabricante de robótica Percepto desenvolveu um programa de software, batizado AIM, que usa drones e robôs para inspecionar e monitorar infraestrutura como linhas de transmissão, instalações industriais, usinas de energia, refinarias e minas com mais eficiência e segurança – e, mais importante, com mais frequência. O software automatiza uma frota de drones e robôs em uma rotina baseada em dados.

  1. Fotos com melhores resoluções

As fotos tiradas com a câmera do celular, em geral, têm baixa resolução para serem ampliadas para tamanhos grandes. Um novo recurso da Adobe, o Super Resolution, parte dos softwares Lightroom e Photoshop e usando aprendizado de máquina permite ampliar a resolução de uma imagem em até quatro vezes a quantidade original de pixels.

  1. Sonogramas simplificados

As ultrassonografias do coração podem ajudar a diagnosticar problemas como doenças reumáticas que matam mais de um milhão de pessoas por ano. Porém, é um exame muito caros e por isso ainda limitado. A empresa da Califórnia Caption Health criou um software de aprendizado de máquina que, usado em dispositivos portáteis, orienta os técnicos a realizar os ajustes necessários para capturar imagens do coração que podem ser avaliadas por um médico em um check up de rotina.