5 tecnologias do filme Pantera Negra que podem virar realidade

5 tecnologias do filme Pantera Negra que podem virar realidade (Reprodução)

Desde que foi lançado nos cinemas, Pantera Negra tem batido recordes e mais recordes de bilheteria pelo mundo e se tornou um fenômeno cultural por sua representatividade. A trama afro-futurista rompe fronteiras por ser uma produção dos estúdios Marvel com um elenco quase todo composto por negros – algo inédito no universo dos super-heróis retratados nas telonas. Além da representatividade em questão, uma das características de destaque do longa-metragem é a presença forte da tecnologia. O cenário central é Wakanda, um país africano fictício cercado da tecnologia mais avançada do mundo, mas que esconde esses recursos do mundo para proteger sua população. Carros voadores, evolução da holografia e um material resistente à literalmente tudo são alguns dos avanços só encontrados em Wakanda. Mas será que estas tecnologias estão tão distantes assim da nossa realidade? Abaixo você encontra 5 tecnologias do filme Pantera Negra que podem virar realidade (pode conter SPOILER!).

Pantera Negra e Killmonger protagonizam uma das grandes cenas de luta ao lado da linha do trem (Reprodução)

1 – O trem de levitação magnética

Há muitas referências a veículos futuristas no filme, mas nenhum tem mais destaque na tela quanto o metrô de levitação magnética.

Em uma das principais cenas de luta de Pantera Negra, o personagem-título interpretado por Chadwick Boseman e Killmonger (Michael B. Jordan), trava uma batalha no meio do sistema ferroviário de Wakanda projetado por Shuri (Letitia Wright), irmã adolescente do protagonista.

Ao ver o eficiente e veloz sistema de transporte da ficção não é difícil cair na comparação com o Hyperlook. O audacioso projeto de Elon Musk em forma de cápsula quer ser o meio de locomoção mais rápido nas grandes cidades do futuro. Ele ainda encontra-se em fase de testes e pode chegar inclusive no Brasil.

2 – Display holográfico

Shuri é a responsável pelas tecnologias desenvolvidas em Wakanda (Reprodução)

Em Pantera Negra, Shuri e o agente da CIA, Everett Ross (Martin Freeman) dirigem um carro e um avião, respectivamente, a partir de um local remoto. Com a ajuda da tecnologia das pérolas Kimoyo, eles podem ter a visão de cada veículo, além de manipular todos os controles como se estivessem no banco do motorista.

Na vida real há algumas tecnologias que chegam próximas à ficção. É o caso dos drones. A evolução dos aparelhos voadores pode ser vista nas competições de corridas. Muitos deles são equipados com fones e óculos de realidade virtual que permitem ao piloto a sensação de voar junto.

Outro recurso presente nos dias de hoje é a armadilha óptica fotoforética. Trata-se de uma técnica que suspende partículas no ar com o uso de lentes adaptadas, dando a impressão de hologramas mais sofisticados, já que podem ser vistos de qualquer ângulo sem perder qualidade. Os estudos são animadores, mas nada supera a capacidade de imersão que oferece a tecnologia de Wakanda, sem mesmo ser preciso usar algum tipo de óculos ou fone.

A armadura de Vibranium oferece resistência como nenhum outro material (Reprodução)

3 – Vibranium

No universo cinematográfico da Marvel, o Vibranium é o material mais forte e resistente do Planeta Terra. O elemento da ficção é usado para fazer armas, incluindo o escudo do Capitão América, assim como veículos e tantas outras tecnologias de Wakanda, como a roupa do protagonista.

No mundo real, o grafeno é quem tem o título de material mais forte já testado por pesquisadores. Segundo o professor James Kakalios, da Universidade de Minnesota, o grafeno é “dez vezes mais resistente à prova de balas do que o aço”.

Apesar de parecer a fonte para grandes invenções para a posterioridade, as pesquisas envolvendo o grafeno ainda engatinham.

A armadura do Pantera Negra tem a capacidade de absorver a energia recebida e devolver em forma de ataque (Reprodução)

4 – Armazenamento e distribuição de energia cinética

Shuri foi muito bem ao inserir na armadura do Pantera Negra a capacidade de absorver a energia recebida de golpes e explosões para devolvê-la com a mesma intensidade em seus inimigos. Essa habilidade é possível graças à presença do Vibranium.

Ao contrário das outras citadas, a tecnologia de armazenamento e distribuição de energia cinética é mais difícil de ser replicada na vida real. Segundo explica a Enciclopédia Britânica, um corpo no espaço tem energia cinética apenas se estiver em movimento, o que significa que a energia cinética não pode ser armazenada para reutilização.

Há, no entanto, maneiras pelas quais a energia cinética sustentada possa ser redirecionada e redistribuída por um pedaço de roupa a fim de proteger quem a usa. A empresa Blue Design Limited, por exemplo, vem desenvolvendo algumas patentes para materiais que absorvem impactos e dissipam energia em uma ampla área de superfície. A tecnologia poderia ser muito bem recebida em roupas esportivas e trajes para motociclistas.

5 – Carros voadores

Os carros voadores estão por todos os lados em Wakanda. É bem verdade que o sonho de ver os carros trocando o asfalto pelo céu não é uma novidade no cinema. A cada ano que passa, essa vontade tem recebido mais investimentos da indústria.

A cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, por exemplo, tem um projeto de táxi aéreo autônomo para começar a rodar até o ano de 2020. A francesa Airbus tem objetivo parecido com o desenvolvimento de dois projetos. Um deles é o Volt, uma espécie de helicóptero autônomo para transporte de cargas. O outro, mais ousado, é o “carro voador” CityAirBus, com capacidade para quatro pessoas e feito para o deslocamento em grandes cidades.

A Toyota, a Uber e a Kitty Hawk, startup com investimentos de Larry Page, do Google, são outros exemplos de empresas que investem em locomoção pelos ares.


Comentários

5 tecnologias do filme Pantera Negra que podem virar realidade — 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *