Amazon e governo britânico se juntam para fazer entregas por drones

Drones auxiliarão o correio australiano nas entregas

Amazon quer usar drones para fazer entregas

O governo britânico se juntou a gigante do varejo Amazon para testar a entrega de produtos com drones. A Amazon, que irá financiar o programa, está estudando maneiras de fazer com que a entrega de centenas de produtos feita por robôs voadores seja segura e eficiente, segundo o portal BBC. A companhia também afirma que, em breve, encomendas pequenas poderão ser entregues aos compradores em até 30 minutos após o pedido ser registrado online.

No caso do governo britânico, há interesse em criar uma forma de negócio que permita o uso da tecnologia de drones no futuro, mas antes é necessário assegurar ao público que a presença dos robôs autômatos é segura e que a privacidade das pessoas será respeitada. A Amazon informa que está trabalhando para tornar as máquinas mais silenciosas, sem câmeras, dotadas apenas sensores.

O período de testes será utilizado para criar legislação específica para essas situações e resolver três principais problemas: como o drone pode ser operado com segurança mesmo quando estiver fora da visão de um piloto; como fazer com que drones autônomos consigam reconhecer e desviar de obstáculos; e como criar um sistema em que um piloto será responsável por diversos drones?

Segundo a rede BBC, diversos sistemas estão sendo testados, mas o favorito até agora é o uso de uma máquina metade “avião” e metade “helicóptero” com autonomia para voar a 80km/h até 16km de distância da base. Quando chega ao seu destino, o drone desce verticalmente em uma esteira especial que o comprador deve colocar em sua propriedade.

A Amazon ainda não anunciou quantos pacotes planeja enviar por meio de drones, mas, segundo estimativas, devem ser pacotes com menos de 2,2kg, o que representa 80% das vendas da varejista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *