Aplicativos são aliados no combate ao Zika

Os aplicativos têm se destacado no combate ao aedes. O jornal “Folha de S. Paulo” registrou que, com a propagação dessas epidemias, lojas de aplicativos como o Google Play computaram cerca de 13 aplicativos criados para ajudar a combater o mosquito. Com o “Sem dengue”, por exemplo, o usuário pode reportar focos de mosquito postando uma fotografia e, por meio do GPS do celular, o aplicativo registra o local da ocorrência. Outro aplicativo que funciona de maneira semelhante é o “Xô Aedes”, que, sozinho, teve cerca de 50 mil downloads desde seu lançamento (em 30 de dezembro de 2015 até 28 de março, data da matéria divulgada pela Folha) no Google Play. É interessante notar que, em tempos de adversidade e pressa, recursos tecnológicos como esses trazem eficiência e agilidade.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *