Após terceira vitória, inteligência artificial AlphaGo vai se aposentar

Após terceira vitória, inteligência artificial AlphaGo vai se aposentar

A inteligência artificial do Google AlphaGo, criada em 2014 para competir no famoso jogo Go, vai se aposentar após conquistar sua terceira vitória contra o jogador profissional chinês Ke Jie, líder do ranking de melhores jogadores de Go no mundo. A IA também venceu um grupo com os melhores jogadores no Future of Go Summit, em Wuzhen, na China. As informações são do portal Gizmodo.

O AlphaGo era capaz de imitar padrões humanos de jogo durante as partidas e ainda possuía um número incrível de variações de movimentos possíveis cadastrados: 10 elevado à potência de 700. A capacidade da IA era tamanha que, no ano passado, após ter um jogador derrotado pelo AlphaGo, o governo da Coreia do Sul declarou um investimento de US$ 860 milhões em inteligências artificiais do mesmo tipo.

Segundo o portal TechCrunch, o jogo Go foi escolhido pela equipe para ser o foco da inteligência artificial do Google por ser considerado o jogo que mais demanda estratégia em todo o planeta, possibilitando milhares de jogadas possíveis a cada nova partida.

Em um comunicado oficial, o co-fundador e CEO da DeepMind, Demis Hassabi, anunciou a aposentadoria da IA. A equipe responsável pela AlphaGo continuará trabalhando em projetos de inteligência artificial, mas voltados para situações mais urgentes, já que o projeto de IA que ora se aposenta provou ser capaz de superar os desafios colocados.

“O time de pesquisa por trás do AlphaGo vai colocar sua considerável energia no próximo conjunto de grandes desafios, desenvolvendo algoritmos avançados que podem um dia ajudar cientistas a superar alguns de nossos problemas mais complexos, como encontrar novas curas para doenças, diminuir dramaticamente o consumo de energia ou inventar materiais revolucionários.

Se sistemas de inteligência provarem que conseguem descobrir novos conhecimentos e estratégias significativas nesses domínios também, as conquistas podem ser verdadeiramente notáveis. Mal podemos esperar pelo que vem por aí”, assinala o comunicado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *