Apps para encontrar o próximo emprego

O Dia do Trabalho, comemorado neste 1º de maio, é mais um dia de luta por uma vaga de emprego para pelo menos 13 milhões de brasileiros. Mas, com os avanços tecnológicos, há novas maneiras de buscar uma oportunidade. Hoje existem vários sites e apps que encurtaram a distância entre o melhor profissional e a empresa certa. Conheça alguns deles:

LinkedIn – segundo a empresa, as pessoas que se cadastram no dia em que a vaga é oferecida têm 10% a mais de chance de serem contratadas. Permite criar alertas e verificar se algum empregado tem conexão com contatos de seu network.

JobR – apelidado de “Tinder” dos buscadores de emprego, ele funciona como o app de relacionamento. O usuário visualiza a vaga e, se quiser se candidatar, desliza a tela para a direita. Se não, desliza a tela para a esquerda e segue a busca.

Glassdoor – além de reunir ofertas de vagas por meio de busca customizada, o app oferece avaliações sobre 900.000 empresas. Informações sobre ambiente de trabalho, cultura e remuneração são fornecidas pelos próprios funcionários.

Freelancers

Além das vagas tradicionais, o mercado apresenta hoje novas formas de contratação. Muitos aplicativos inovadores surgiram para atender a essa demanda e podem ajudar quem está à procura de trabalho remoto como freelancer.

Revelo – usa inteligência artificial e machine learning para validar os milhares de candidatos que se cadastram na plataforma. Os perfis ficam visíveis para as cerca de 3.000 empresas. Quanto mais bem avaliados, maior destaque. Abrange as áreas como design, ciência de dados, marketing digital e business inteligence.

Workana – é destinado especificamente para profissionais latino-americanos, embora ofereça oportunidades em outras regiões. Oferece oportunidades nas áreas de desenvolvimento web, programação, design gráfico, marketing e tradução/redação de conteúdo.

UpWork – exibe histórico detalhado do profissional e da empresa, facilitando a seleção para ambos. Tem espaço para feedback e para pagamentos. Para os empregadores, oferece um serviço de seleção entre os candidatos cadastrados.

Usando a antiga expressão, os aplicativos podem ser “meio caminho andado” para a volta ao mercado de trabalho. Mas a tecnologia, por si só, não basta, lembra o empresário e economista Arie Halpern: “Uma apresentação atraente e resumida, valorizando as habilidades e experiências do candidato, e um pouco de criatividade na hora de criar o perfil ajudam a dar visibilidade ao currículum vitae”, sugere Halpern, que é especialista em tecnologias disruptivas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *