Arie Halpern: projetos de realidade aumentada ganham mercado

Para Arie Halpern, projetos de realidade aumentada irão ganhar o mercado

Para Arie Halpern, projetos de realidade aumentada irão ganhar o mercado

A realidade aumentada, uma tecnologia que mistura o mundo virtual ao mundo real, deve abrir novos espaços no mercado nos próximos anos, inclusive no setor financeiro e militar. Mais do que sua tecnologia irmã, a realidade virtual, é a realidade aumentada que está chamando a atenção de empreendedores, investidores e, especialmente, do público. “Conforme os computadores ficam melhores e mais rápidos, maior a facilidade de expansão dessa tecnologia”, diz o economista e empreendedor com foco em inovação e tecnologias disruptivas Arie Halpern. “Projetos de realidade aumentada devem crescer nos próximos anos para atender a demanda”, prevê

O setor militar é um dos que tem investido nessa tecnologia. Desde 1999 no mercado de dispositivos militares, a Osterhout Design Group  (ODG) arrecadou US$ 58 milhões para aplicar em projetos de RA. Há sete anos a empresa decidiu investir na construção de óculos com realidade aumentada. A sétima geração de óculos criada pela companhia custa US$ 2.750 e são equipados com processadores potentes, capazes de colocar objetos digitais na visão do usuário.

São inúmeros os usos da RA no campo militar, seja auxiliando médicos no campo de batalha, ou ensinando a soldados a fazer a manutenção correta de certos equipamentos, diz Arie Halpern . A tecnologia pode ser empregada também  para analisar mapas e terrenos. O exército de Israel iniciou, em agosto deste ano, um projeto para dotar suas tropas com o equipamento. Os primeiros testes já estão sendo feitos e a expectativa é ir aprimorando o produto aos poucos, durante o uso.

Os bancos e o setor financeiro também começam a se preparar para a disruptura trazida pela realidade aumentada. Para o Goldman Sachs, a realidade virtual e a realidade aumentada deverão movimentar US$ 80 bilhões até 2025. A instituição financeira também lista nove áreas que serão beneficiadas com a tecnologia: videogames, eventos ao vivo, entretenimento em vídeo, varejo, imobiliária, educação, saúde, engenharia e militar. Segundo o portal Oxigile, um dos principais benefícios decorrentes da RA é a melhora na comunicação com clientes mais jovens. Cerca de 30% dos millennials acreditam que não precisarão utilizar um banco no futuro. Portanto, se quiserem continuar ativos, os bancos terão de se adaptar às novas demandas. O portal Oxigile sugere utilizar a RA para melhorar o engajamento com os millenials,  de forma a tornar mais atraente a comunicação com o mundo das finanças.

Economistas e outros profissionais do setor financeiro utilizam a RA para apresentar gráficos e resultados financeiros. Como a realidade aumentada pode adicionar interfaces digitais sobrepostas ao ambiente real, os economistas podem utilizá-las como ferramentas de organização e visualização de conjuntos complexos de dados.

Os  usos da RA vão muito além de videogames. Essa é uma tecnologia que tido uma aceitação muito boa pelo público, agora depende das empresas investir na área e  transformá-la em um produto rentável, diz Arie Halpern.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *