Arie Halpern: transformação digital é estratégia de negócio

Para Arie Halpern, transformação digital vai muito além de tecnologia

Para Arie Halpern, transformação digital vai muito além de tecnologia

Os números são animadores: 97% dos profissionais de TI em empresas com mais de mil funcionários têm investido em soluções voltadas à transformação digital dos negócios – mobilidade, aplicações e infraestrutura, por exemplo –, aponta estudo global da  Dimensional Research. Entretanto, revela a mesma pesquisa, apenas 27% deles  consideram que  suas empresas estão no meio da transformação digital. “Transformação digital ainda é um processo que a maioria das empresas não compreende”, diz Arie Halpern, economista e empreendedor.

Empresários em geral, segundo ele, pensam que essa expressão remete apenas para uma  melhoria no departamento de TI, mas o conceito é mais abrangente. “O propósito da tecnologia digital é buscar novos nichos de receita e reduzir custos, melhorando a performance dos negócios”, explica Halpern. Segundo ele, esses resultados são obtidos por meio de tecnologias que geram, armazenam e processam dados visando vantagens competitivas e métodos mais eficientes de gestão.

Produtos e serviços de alta tecnologia atraem grandes grupos de consumidores. Por isso, é compreensível o ímpeto das corporações de investir em soluções de TI. Mas não basta digitalizar sistemas ou adicionar dispositivos eletrônicos aos serviços oferecidos para alcançar a transformação digital. A estratégia é mais voltada para a criação e a entrega de novos serviços. Exemplos: o Uber e o Lyft no mercado de táxis; eles não são um serviço antigo colocado em uma plataforma digital, eles são um serviço novo.

O setor financeiro é um dos que investiu fortemente no desenvolvimento de plataformas digitais, para os serviços de transferências, consulta de saldos e pagamento de contas. Sua maior dificuldade tem sido concorrer com novas plataformas financeiras, como as de sistema peer-2-peer (“pessoa a pessoa”, em tradução livre) e os bitcoins.

Esse entendimento limitado sobre o que é a transformação digital tem os dias contados, pelo que se depreende de artigo da “Forbes”, publicado no ano passado em seu portal. O texto mostra a importância crescente que o processo terá para as mais diversas empresas e aponta algumas previsões – as de que a transformação digital se tornará ponto estratégico para CEOs, as visões do processo dentro das empresas começarão a ser consolidadas nos próximos anos e os investimentos em TI aumentarão em 35% até 2018.

Para ir além de uma simples “aparência digital”, Arie Halpern sugere às corporações pensarem em como desenvolver novas maneiras de “empoderar” seus clientes tornando seus processos colaborativos. “É importante também às que optarem pela transformação digital manterem-se dinâmicas, ágeis e sempre atualizadas por meio de ‘big data’, para não perderem o passo na inovação e  responderem à altura aos movimentos de mercado”, conclui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *