Avião de papel pode ser usado em missões secretas e para ajuda humanitária

Fonte: Otherlab

Avião biodegradável será usado em missões humanitárias (Fonte: Otherlab)

A empresa de engenharia e pesquisa Otherlab, com base em São Francisco, Estados Unidos, criou um dos mais avançados aviões de papel do mundo. Mais do que brincadeira de criança, esses aviões podem ser utilizados para diversas funções. Como não são detectados por radar, esses aparelhos podem ser utilizados para missões secretas. O novo avião projetado pela empresa é biodegradável e pode carregar até 1kg de suprimentos como sangue e vacinas para região necessitadas, informa o portal Mashable.

O projeto é parte do sistema de Plataforma Aérea Apoiando Ações Autônomas de Reabastecimento (APSARA), organizado pela Otherlab, que utiliza desenho de modelos gerados por computador para baratear o custo de viagens aéreas para a entrega suprimentos. Os aviões APSARA são planadores feitos de um material chamado micélio, fabricado para ser aerodinâmico.

O modelo, que ainda se encontra em fase de teste, utiliza um pequeno sistema interno de GPS para chegar ao local de pouso correto. Mikell Taylor, líder do projeto, explica que aparelho foi projetado para áreas sem infraestrutura para manter produtos críticos à sobrevivência, como medicamentos e  sangue. O modelo de planador foi escolhido por ser mais eficiente para esse tipo de aplicação.

Na hora de realizar entregar, um avião tradicional transportará um carregamento de planadores APSARA para o local indicador. Computadores calcularão a posição e a força do vento, além de outras variáveis, para determinar quando os planadores devem ser lançados. Os aviões de papel vão descer em uma espiral até atingir as coordenadas de GPS pré-definidas, com uma variável de 6 metros de raio. Moradores poderão então descarregar o material. Por ser biodegradável, o avião vai ser desintegrar com o tempo sem causar danos à natureza.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *