Avião movido a energia solar é testado em Nova York

(Foto: Frank Eltman)

(Foto: Frank Eltman)

A americana Luminati Aerospace LCC, cujo core business é a criação de veículos aéreos movidos a energia solar, realizou semana passada seu primeiro teste com o avião tripulado VO-Substrata. Segundo o portal Hosted, o voo durou aproximadamente 20 minutos. O projeto prevê fornecer sinais de internet utilizando drones para 4 bilhões de pessoas no mundo que atualmente não tem acesso ao serviço.

O voo de teste ocorreu na sexta feira, 10, em um antigo campo de defesa em Long Island, no estado de Nova York, onde antes se produzia aviões militares. “É um sonho se tornando realidade”, disse o CEO da Luminati Daniel Preston ao portal Hosted. “Long Island é considerado o berço da aviação e nós queremos manter essa tradição.”

O piloto Robert Lutz disse que, durante o voo teste, se sentiu muito próximo da natureza. “Você sente como se estivesse dividindo espaço com os animais”, afirmou ele ao portal. “Falcões voavam ao meu redor. É a única aeronave que pilotei em que podia ouvir o barulho dos helicópteros que estavam por perto.”

O avião possui uma envergadura de 13 metros e placas de energia solar em suas asas. Os logos de diversas companhias envolvidas no projeto são mostrados nos dois lados da aeronave. Por enquanto, o protótipo utilizado permite que uma pessoa esteja a bordo para controlá-lo, mas o plano da Luminati é criar drones autônomos que consigam voar cerca de 19 mil metros até o final deste ano.

O Gizmodo postou que o projeto foi comissionado por uma grande empresa, mas a Luminati não divulgou qual. Facebook e Google são dois candidatos prováveis, informa o portal de notícias, já que as duas companhias têm investido em drones autônomos movidos a energia solar.

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *