Carro biodegradável é aposta para um futuro mais “verde”

Com a introdução de veículos elétricos na indústria automotiva, carros se tornaram muito mais eficientes e reduziram as emissões de gases de efeito estufa. Mas qual é o propósito de um carro supereficiente quando seu processo de produção ainda é danoso ao planeta? Pensando nisso, uma equipe de estudantes da Universidade de Tecnologia de Eindhoven criou o primeiro carro biocompósito do mundo no início deste ano.

A estrutura leve do veículo de quatro lugares é feita de beterraba-sacarina e linho natural misturados com plástico biodegradável. O resultado é um material tão forte quanto fibra de vidro. A máquina consome apenas 20% da energia utilizada para produzir carros convencionais de alumínio ou fibra de carbono.

O carro tem uma marcha ré limitada e é bem simples sob o ponto de vista de possuir acessórios: não tem rádio nem ar condicionado.

Veja como o carro é por dentro e por fora:

Para o professor Maarten Steinbuch, da universidade Eindhoven, a indústria automotiva está pensando em começar a fabricação de carros biodegradáveis baseados na “economia circular verde”: desmontar os carros atuais e reutilizá-los para construir carros novos.

A máquina ​​passou nos testes de segurança rodoviária nos Países Baixos, mas a universidade diz que o carro passará por algumas adaptações finais antes de ser permitido em estradas públicas.

Para Arie Halpern, não há como lidar com a mudança climática sem mudar a maneira como nos locomovemos com carros, caminhões, aviões e outras formas de transporte que consomem muito combustível.  “Ver que opções biodegradáveis já são uma realidade é animador e nos dá esperanças de um futuro mais preocupado com o meio ambiente.”

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *