Reportagem da Agência O Globo traz entrevista com Arie Halpern sobre suplemento alimentar para suínos

Um novo isotônico desenvolvido pela irlandesa Tonisity, o PX, quebra o paradigma de que os porcos não bebem água em seus primeiros dias de vida. Sua fórmula palatável fortalece o intestino dos leitões, estimula o sistema imunológico e melhora a absorção de nutrientes, oferecendo muito mais sabor para os suínos. Dessa forma, os leitões se sentem melhor e, consequentemente, comem mais. O efeito disso é a redução de perda de animais e o aumento do lucro dos produtores. Em testes realizados em uma fazenda da Irlanda do Norte, a fórmula PX foi responsável por alterar a taxa de mortalidade dos porcos recém-nascidos de 13% para 4%. O produto começará a ser comercializado no Brasil, nos Estados Unidos e em alguns países da Europa em outubro.

“Isso é tecnologia disruptiva”, afirma Arie Halpern, diretor da Tonisity. Ele se refere ao fato de que a fórmula PX rompe com o velho pensamento de que os leitões só consomem colostro durante suas primeiras horas de vida. “Com o PX, há a possibilidade de mudar a maneira com que os porcos são criados desde os seus primeiros dias, mostrando que é possível fazer com que eles tenham uma alimentação reforçada logo nas horas iniciais de vida”, comenta o brasileiro, diretor da empresa, lembrando que o produto funcionará como um complemento e não como um substituto do colostro.
Arie Halpern afirma que a fórmula PX é altamente atrativa e saborosa para os leitões. Composta por minerais, aminoácidos, adoçantes e água, a combinação age para nutrir o intestino e fornecer hidratação adicional aos porcos.

Por estarem sujeitos ao estresse e à degeneração física, os porcos precisam encontrar maneiras de combater a exaustão e possíveis vírus. O PX também age nessa questão, já que amadurece o intestino e aumenta o ganho de peso dos leitões. Em um experimento feito nos Estados Unidos, o PX foi dado aos porcos doentes que teriam sido descartados. O resultado: 75% se recuperaram. “Nossa pesquisa mostra que, dando aos porcos 5 milímetros de PX em seu primeiro dia de vida, e fornecendo isso para o porco pelas semanas seguintes, protege-se o leitão de diarreias e vômitos, o que resulta em uma redução de sua mortalidade”, diz Halpern.
Desenvolvido na Irlanda do Norte no final do ano passado, o PX esteve em fase de testes nas mais respeitadas instituições de ensino e de pesquisa da Europa e Estados Unidos. O Brasil, em particular, representa um mercado estratégico para o lançamento do PX por estar posicionado como o quarto maior produtor de suínos, com o total de 40 milhões de porcos.

Sobre a Tonisity

A Tonisity é uma empresa que nasceu em 2014 para se dedicar exclusivamente à produção e comercialização de produtos de saúde animal que proporcionem benefícios para a saúde e melhore todas as fases de vida dos animais de criação, e, mais importante, o retorno sobre o investimento para o produtor. Embora a Tonisity seja uma empresa nova, seus fundadores têm extensa experiência no desenvolvimento de fórmulas para nutrição animal, tendo desenvolvido uma série de produtos inovadores de saúde dos bichos durante décadas. A Tonisity trabalha com produtos e instalações que são verdadeiros estados da arte, incorporando a otimização de sistemas de distribuição usados por operações modernas.

Matéria publicada na agência O Globo


Comentários

Reportagem da Agência O Globo traz entrevista com Arie Halpern sobre suplemento alimentar para suínos — 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *