Coração de silicone feito em impressora 3D funciona como o humano

Coração de silicone feito em impressora 3D funciona como o humano

Inovações na robótica e na impressão em 3D possibilitaram o desenvolvimento de um coração artificial que funciona como se fosse natural. O modelo, testado com sucesso em laboratório, foi criado por uma equipe de pesquisadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, mas deve demorar antes de ser utilizado em humanos. A pesquisa foi publicada na revista Artificial Organs.

“O objetivo é desenvolver um coração artificial que tenha aproximadamente o mesmo tamanho que o do paciente e que imite o coração humano o mais próximo possível em sua forma e função”, afirma Nicholas Cohrs, cientista que lidera o projeto em comunicado oficial.

A criação de corações artificiais não é novidade. Porém, a maioria dos projetos desenvolvidos é pouco maleável, o que dificulta a sua adaptação ao tecido humano. No caso do projeto capitaneado por Cohrs, ao invés de usar componentes separados, a equipe imprimiu o coração artificial usando um material macio e flexível, moldado em uma única peça – um monobloco de silicone – que permitiu a projeção de uma estrutura interna complexa, com mecanismos de bombeamento capazes de serem desencadeados por vetrículos.

A equipe de pesquisadores testou com sucesso o coração artificial, bombeando um fluído semelhante ao sangue. Contudo, foi observado que o material suporta até três mil batidas, suficiente para durar até trinta minutos. Essa limitação será trabalhada pela equipe, até que o projeto possa estar apto a melhorar a vida e a saúde de pacientes. Há hoje cerca de 26 milhões de pessoas em todo o mundo que sofrem de problemas cardíacos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *