Dispositivo ajuda setor de construção a vigiar saúde de trabalhadores

(Imagem de divulgação)

(Imagem de divulgação)

A startup SmartSite lançou um dispositivo e um software para ajudar empresas do setor de construção a monitorar seus funcionários e evitar que eles sejam expostos a situações prejudiciais à saúde e segurança. Segundo o portal TechCrunch, entre os problemas mais comuns estão doenças respiratórias, câncer, dermatite causada por exposição da pele a substâncias perigosas e problemas devido a altos níveis de exposição a ruído e vibrações.

O dispositivo, semelhante a uma cápsula e que é colocado no canteiro de obras, contém sensores de radiação ultravioleta, microfone e contador de partícula de lasers, de acordo com os cofundadores Michael Andrea e James Batstone. O software analisa os dados captados pelo dispositivo e informa quando e onde os trabalhadores estão seguros ou em risco durante o expediente. Atualmente, nas áreas de construção, tanto as pequenas como as grandes companhias se preocupam com o trabalho de prevenção de riscos relacionados à segurança. Outro cuidado das empresas é com a saúde o bem estar dos funcionários.  Também é comum fazer regularmente check-ups dos trabalhadores.

O objetivo da SmartSite é monitorar o local da construção em tempo real, todo dia, de forma a não interromper o fluxo de trabalho. A vantagem do dispositivo é que o trabalhador não precisa  carregar equipamento. “As empresas  querem criar um ambiente saudável e seguro para os seus funcionários, evitando custos associados a doenças e a possíveis processos judiciais”, disse Andrea. Nos Estados Unidos, o setor de construção registrou 874 acidentes fatais em 2014, número que têm crescido nos últimos anos.

O dispositivo da SmartSite ainda não foi lançado, mas já está em fase de testes em canteiros de obras nos Estados Unidos em parceria com construtoras que pediram para não serem identificadas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *