Drones: os grandes aliados da agropecuária mundial

A aplicação de drones nas mais diversas atividades vem crescendo ao longo dos anos. E a agropecuária é um segmento que merece destaque quando o assunto é inovação tecnológica : drones podem ser a peça decisiva que permite aos agricultores tomar as melhores decisões em relação ao manejo de suas fazendas. Uma pesquisa recente previu que o setor agrícola será responsável por quase 80% do mercado comercial de drones, de acordo com a Associação Norte-Americana para Sistemas de Veículos Não Tripulados.

Para poupar o tempo do fazendeiro no monitoramento da plantação, o uso de drones tornou-se uma opção barata e rápida, hoje presente em quase todas as fazendas de grande porte no mundo. Em uma pesquisa realizada no ano passado pela Farm Journal, constatou-se que 1/3 dos fazendeiros americanos já usavam drones para monitorar suas plantações, enquanto que outro terço estava considerando implementar drones em suas plantações já no ano de 2018.

Os drones monitoram as plantações para identificar o ritmo de desenvolvimento de legumes, frutas e hortaliças. Também permitem identificar seções cujo crescmento está fora dos padrões ou apresenta problemas. Alguns drones conseguem, ainda, aplicar defensivos agrícolas em uma plantação de maneira uniforme, racionalizando o uso desses produtos e evitando pragas.  O primeiro drone do tipo foi desenvolvido em 2016 por pesquisadores da Universidade de Saga, no Japão. O drone japonês – batizado de Agri Drone – é tão preciso que não espalha o pesticida por toda a plantação, mas aplica o produto em pontos específicos. O Agri Drone realiza voos baixos e sua câmera de alta resolução é especialemnte equipada para detectar a presença de insetos. Uma vez encontrados, o drone sobrevoa a planta onde se encontra o agente externo e borrifa o veneno diretamente no invasor.

A praticidade do drone não beneficia apenas agricultores, ela também esta sendo difundida entre os pecuaristas. Recentemente, fazendeiros tem gravado diversos vídeos  mostrando o poder do drone no manejo do rebanho do pasto à fazenda.

Nos exemplos, é possível notar que os drone desempenham bem o papel de tocar vacas e ovelhas.  Por isso, é possível utilizá-los para conduzir o rebanho de volta para a fazenda, um trabalho antes desempenhado por cachorros com treinamento especial.

Todas as informações coletadas pelas câmeras do drone oferecem dados importantes não só para agricultores, mas também para pesquisadores, ecologistas e cientistas. De acordo com a Global Markets Insights, o mercado de drones voltados para agricultores estará valendo US$ 1bilhão a partir de 2024.

 

 

Publicado em Reflexões Link Permanente

Sobre Arie Halpern

Arie Halpern é um economista e empresário com vocação para inovações. Criou empresas alinhadas ao conceito de tecnologia disruptiva, como a CTF Technologies, e atualmente é diretor da irlandesa Tonisity, que desenvolveu uma tecnologia inovadora em nutrição e bem estar de porquinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *