Drones poderão substituir fogos de artifício

Intel está investindo em show de luzes com drones, ao invés de fogos de artifício (Imagem de divulgação)

Intel está investindo em show de luzes com drones, ao invés de fogos de artifício (Imagem de divulgação)

Fogos de artifício podem ser perigosos, causando queimaduras e até mesmo mortes se não forem utilizados corretamente ou se não respeitadas as medidas de segurança. A Intel vem trabalhando em uma tecnologia com drones que pode ser a solução para aqueles que não querem brincar com a sua segurança. A empresa anunciou na semana passada em seu blog que quer substituir os explosivos por drones quadricópteros, com quatro hélices. Para mostrar que está levando a proposta a sério, fez 500 drones voarem em conjunto, realizando um show de luzes  e imagens no céu semelhante àqueles feitos com fogos. Com o feito, a Intel quebrou o recorde mundial de maior número de drones voando juntos.

O portal Gizmodo explica que, para que o show de luzes no céu seja feito, a empresa utiliza algoritmos que automatizam o processo de criação das animações, utilizando imagens e rapidamente calculando o número de drones necessário para realizar as manobras, em qual posição eles devem estar e formulando o caminho mais rápido para formar a imagem. A versão mais recente da tecnologia permite que a operação seja controlada por apenas um piloto.

“Pesando apenas 280 gramas, o drone Shooting Star da Intel é construído em uma moldura de plástico flexível e espuma, além de não conter nenhum parafuso. As hélices do quadricóptero são protegidas por pequenas gaiolas – todas características pensadas para que o drone possa voar em segurança, mesmo sob chuva”, explica a empresa em seu post oficial.

Você pode ver a apresentação da Intel, realizada com 500 drones, aqui:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *