Frutas e legumes embaixo d’água

Com a ajuda de especialistas em agricultura, a empresa de mergulho OceanReefGroup está tentando encontrar novas maneiras de produzir alimentos. Os mergulhadores da empresa viraram agricultores de uma fazenda submarina localizadaa 100 m da costa de Noli, no noroeste da Itália, onde são cultivados feijões, morangos, repolho e alface.

Segundo os cientistas e mergulhadores, as temperaturas constantes da costa de Noli são fator excelente para o desenvolvimento das plantas, ao contrário das fazendas hidropônicas subterrâneas e de estufas, que dependem de sistemas de aquecimento e luzes de LED para manter o termômetro em níveis regulares.

Uma das principais vantagens dessa produção é que não é necessário o uso de nenhum tipo de pesticida, uma vez que insetos não são uma preocupação nesse ambiente submerso. Além disso, a presença de dióxido de carbono em abundância abaixo da água permite que as safras cresçam rapidamente.

Em relação à luz solar, estudos mostram que a maioria das plantas é dependente do espectro vermelho da luz, que pode se infiltrar a profundidades de cerca de cinco a quinze metros. Tendo isso em vista, as cápsulas ficam submersas de cinco a oito metros abaixo da superfície.

O projeto de pesquisa, nomeado Nemo’s Garden, consiste de sete capsulas submersas, cada uma com capacidade para armazenar 22 vasos de plantas. Cada capsula funciona como uma biosfera diferente para o plantio de diversos tipos de alimentos.

O único problema que o projeto apresentou até o momento está na hora da colheita: são necessários mergulhadores experientes para colher a safra, uma vez que a acessibilidade não é o forte das capsulas de plantio.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *