Impressora 3D usa bactérias vivas como tinta

Impressora 3D usa bactérias vivas como tinta

 

Pesquisadores da ETH Zurich criaram uma impressora 3D que utiliza bactérias vivas. Por ser um material natural, é improvável que o  corpo humano rejeite. Assim, a célula bacteriana seria útil em aplicações médicas, como em transplantes de pele, biossensores e tecidos usados para transportar e proteger órgãos antes de serem transplantados. O projeto foi divulgado na revista científica Science Advances na última semana. 

O grande desafio para os pesquisadores foi ajustar a impressora 3D ao material utilizado, afinal, trata-se de organismos vivos, que dificultam a atividade da máquina. Para contornar essa dificuldade, a equipe criou um material feito de um hidrogel biocompatível, que mantém a bactéria viva, e ao mesmo tempo adequada para o método de impressão.

É importante que as bactérias mantenham-se vivas mesmo após serem impressas para que continuem se oxigenando.

Veja como funciona a tinta de bactérias em: https://www.youtube.com/watch?v=W2piUVYukyA


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *