Ondas cerebrais podem substituir as senhas

Ondas cerebrais podem ser novas senhas online

Ondas cerebrais podem ser novas senhas online

Problemas de segurança na internet têm levado cientistas a procurar formas alternativas de acesso às suas suas redes sociais. Uma das opções em estudo é a leitura de ondas cerebrais, uma medida biométrica viável para substituir senhas , segundo o portal News Scientist.

Para funcionar como um código, as ondas cerebrais teriam que ser lidas a partir de um eletroencefalograma (EEG), um exame que avalia a atividade elétrica do cérebro. Diversas companhias têm desenvolvidos headsets capazes de realizar essa função, sem que haja necessidade de agendar exame em um hospital. Esses headsets conseguiriam ler a resposta de um usuário a um estímulo específico, pois cada conjunto de ondas é único. Além disso, o processo oferece mais segurança do que o sistema tradicional de senha.

O único empecilho para utilizar a leitura de ondas cerebrais ocorreria se o usuário estivesse sob o efeito de álcool ou drogas. “Ondas cerebrais são facilmente manipuláveis por influenciadores externos, como drogas, cafeína e álcool, o que é um desafio para a verificação de autenticidade do usuário caso ele tenha ingerido muito álcool ou cafeína”, explica explica Tommy Chin, pesquisador da empresa de cibersegurança Grimm.

Essa tecnologia ainda deve demorar anos para chegar ao mercado, pois as pesquisas devem incluir testes para saber se outros estímulos também podem influenciar o resultado das leituras, como fadiga, estresse ou mudanças de humor.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *