Passaporte de saúde para o pós-pandemia

Diversas instituições e empresas estão voltadas ao desenvolvimento de sistemas e aplicativos capazes de registrar e comprovar informações relacionadas aos testes e vacina contra a covid-19. A ideia é criar uma espécie de credencial digital que seja aceita em vários países e lugares para que as pessoas possam voltar a viajar, ir a shows ou mesmo fazer compras. 

O Fórum Econômico Mundial e o The Commons Project Foundation, uma entidade sem fins lucrativos baseada em Genebra, na Suíça, criaram o Common Trust Network. O objetivo da iniciativa é desenvolver um modelo confiável para atestar as condições de saúde dos cidadãos de forma a facilitar o atendimento às exigências dos vários países e órgãos fiscalizadores.

Por meio de um aplicativoos usuários podem fazer o upload de testes e comprovantes de vacina, criando uma espécie de certificado em forma de QR Code. O app foi desenvolvido junto com diversas companhias aéreas, como Lufthansa, Swiss Airlines, United Airlines, JetBlue e Virgin Atlantic, entre outras. Para os viajantes, o app traz uma lista das exigências no local de embarque e desembarque. 

Empresas de tecnologia também estão trabalhando em modelos de “passaporte de saúde”. A IBM criou o Digital Health Pass. Com a tecnologia IBM Blockchain, ele possibilita às organizações verificar as credenciais de saúde de funcionários e clientes de acordo com os critérios estabelecidos por elas, como testes, registro de vacina e verificações de temperatura. Os dados são inseridos numa carteira digital criptografada e o usuário os compartilha com quem desejar.

Privacidade e segurança 

“A criptografia das informações é um aspecto fundamental para endereçar as questões de privacidade, um dos maiores questionamentos aos sistemas de rastreamento desenvolvidos no início da pandemia numa tentativa de restringir a disseminação da covid-19”, ressalta o especialista em tecnologias disruptivas Arie Halpern.

Outra solução similar vem sendo desenvolvida pelo Fórum Econômico Mundial com uma coalizão que reúne o The Commons ProjectLinux Foundation Public HealthCovid-19 Credentials Initiative (coletivo de mais de 300 pessoas que representam dezenas de organizações em cinco continentes). A solução, batizada CommonPass, pretende desenvolver um conjunto de padrões universais para aplicativos de credenciais de vacinas.

Visando oferecer uma solução intermediária para quem não dispõe de smartphones, o Covid-19 Credentials Inititative se dedica a criar um cartão para armazenar e apresentar as certificações e informações. Segurança, transparência e confiança são as bases para qualquer solução que venha a ser disponibilizada, além, é claro, da eficácia das diversas vacinas disponíveis ou ainda em desenvolvimento.