Philips promete lâmpada que emite sinal de internet

A Philips deve lançar, para um futuro não muito distante, uma verdadeira inovação para o campo da internet que pode ser até 100 vezes mais rápida que a tradicional conexão Wi-fi (Wireless Fiber). Trata-se de uma lâmpada LED que transmite internet por meio da luz, tecnologia batizada de Li-Fi (Light Fiber). O desenvolvimento do produto foi anunciado na Light + Building, a maior feira de iluminação do mundo realizada em Frankfurt, na Alemanha.

Por meio de ondas de luz originárias de luminárias especiais, será possível transferir dados entre dispositivos e estabelecer uma conexão banda larga como a que estamos acostumados a receber de um roteador de internet. A diferença é a velocidade da conexão, que pode chegar até a 30 MegaBytes por segundo, cerca de 30 vezes mais dados por segundo que a maioria das conexões tradicionais.

A empresa já criou dois modelos de luminárias, a Philips PowerBalance e a Philips LuxSpace, que se diferenciam pela intensidade da luz – e do sinal – que emitem. Para garantir o funcionamento da internet, as luminárias precisam estar sempre acesas.

Diferentemente das frequências de rádio que caracterizam uma conexão Wi-Fi comum, o Li-Fi utiliza-se de ondas de luz para propagar o sinal de internet. Isso garante que a conexão seja mais estável e rápida, uma vez que o método é menos propício a interferências, segundo seus fabricantes. A interferência na conexão via ondas de rádio ocorre com frequência em hospitais, estúdios e outros ambientes onde há presença de maquinário que também emita rádio frequências.

Outra vantagem da onda de luz é o seu alcance: em ambientes subterrâneos ou subaquáticos, a rádio frequência é enfraquecida, enquanto que a frequência luminosa não apresenta alterações. A utilização da luz para gerar sinal de internet é ideal para ambientes de alta segurança, como bancos, instituições financeiras, entre outros. Isso se dá ao fato de que a luz não pode passar por paredes sólidas, tornando praticamente impossível o acesso externo da rede por hackers.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *