Próteses 3D mudam vida de milhares de crianças

Crianças que necessitam de próteses nos braços estão conseguindo recuperar os movimentos e ganhar autonomia graças à impressão 3D. Mais versáteis, as próteses feitas em máquinas 3D  podem ser programadas para simular as diversas funções da mão e do braço – além de ser customizáveis de acordo com os desejos de cada criança.

Um exemplo impressionante é o do braço artificial Hero Arm, criado pela empresa britânica de robótica Open Bionics. A prótese é tão realista que recebeu o primeiro Certificado Médico de Próteses 3D para Amputados.

Feito para crianças até 10 anos, o Hero Arm lembra o braço de um super-herói, como o homem de ferro. Seu design é atraente e feito especialmente para que as crianças não sintam vergonha de sua condição, proporcionando autoconfiança. O braço é revestido com uma espécie de armadura que pode ser trocada, disponível em diferentes cores.

O braço biônico é controlado pelos músculos do membro residual para ser mais fiel ao movimento natural. Isso permite que a prótese realize movimentos com intensidades diferentes de força e maior precisão – algo muito difícil de se conseguir com próteses tradicionais. Cada unidade é feita sob medida, para encaixar-se perfeitamente no braço da criança.

Veja o Hero Arm na prática:

A Open Bionics espera que o braço biônico custe em torno de £ 5.000,00. Para baratear o custo de um equipamento tão complexo, a empresa está negociando com hospitais como o centro médico inglês NHS para custear parte da produção.

Democratização das próteses

O engenheiro mecatrônico Thiago Jucá, de 26 anos, usou seus conhecimentos para beneficiar crianças de baixa renda, imprimindo próteses com temas infantis a preços acessíveis. Ele criou um braço mecânico feito com tendões artificiais constituídos de nylon resistente que permitem a posição de repouso e fechamento da mão. O preço cobrado pela prótese, R$ 1.500,00, é quase o valor da despesa para montá-la.

Apesar do preço mais acessível, Jucá ainda conta com esquemas de doação coletiva (crowdfunding) para arcar com os custos das próteses à famílias carentes. As próteses desenvolvidas pelo engenheiro brasileiro costumam ser customizadas com desenhos infantis para obter maior aceitação por parte das crianças.

Inspirada na popularização da impressão 3D – com máquinas cada vez mais acessíveis -, a empresa Team UnLimbited desenvolveu um conceito democrático. Além de de seus produtos para que qualquer pessoa com uma impressora 3D possa imprimi-los.

Os modelos da Team UnLimbited levaram o inglês Adam Dengel a comprar uma impressora 3D para imprimir braços para seu filho Tommy, de 3 anos, que nasceu sem parte do braço direito. Em entrevista a BBC, Adam revelou que consegue imprimir braços para o filho por apenas £ 15,00 por unidade.

Em um futuro não muito distante, com o barateamento dos equipamentos de impressão, centenas de pais e mães poderão seguir os passos de Adam e imprimir próteses em casa. E, com a ajuda de profissionais como Thiago Jucá, outras centenas de outras crianças terão a chance de usufruir de equipamentos modernos e inclusivos de forma gratuita.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *