Qual a diferença do 5G para as outras conexões?

A tecnologia 5G é a próxima geração da internet móvel. Ela é a evolução natural de suas antecessoras, 2G, 3G e 4G. A principal diferença, nesta linha evolutiva, é que, a cada nova etapa, ganhamos mais velocidade e estabilidade na conexão de nossos smartphones à internet e para fazer downloads e uploads.

Com ela, mais dispositivos podem acessar a internet móvel ao mesmo tempo. De acordo com especialistas em tecnologia, o 5G permite a conexão de mais de um milhão de equipamentos por metro quadrado. Por equipamentos, entenda-se refrigerador, máquina de lavar, cafeteira, ar-condicionado etc.

“De uma geração para outra, a velocidade de conexão dá saltos. A rede 2G, por exemplo, tinha velocidade de cerca de 500 vezes mais rápida do que o 1G, que possibilitava apenas chamadas de voz”, explica Arie Halpern, especialista em tecnologias disruptivas.

No Brasil, a evolução da velocidade média de uma geração para a outra foi a seguinte:

1G – 2,4 Kbps

2G – até 1 Mbps

3G – 8,82 Mbps

4G – 45 Mbps

4.5G (ou padrão LTE Advanced) 1.042 Mbps ou 1Gbps

A conexão 5G pode atingir velocidade de navegação e download 20 vezes mais rápida do que o 4G. Com ela, baixar um filme com 2 horas de duração, em alta definição (HD) leva cerca de um minuto.

Ela também usa faixas de frequência de telefonia mais altas (3,5 gigahertz ou GHz a 16 GHz) e, ao mesmo tempo, se propaga em ondas milimétricas, cujo cumprimento é menor, e, assim, têm alcance mais curto. Por isso, pode requer antenas menores para se propagar.

O resultado é que poderemos ter muito mais transmissores e receptores, ampliando a área de cobertura. Isso vai possibilitar levar a internet para áreas remotas, como no meio rural. O 5G pode substituir as redes domésticas de wi-fi e conectar muitos objetos inteligentes ao mesmo tempo. Espera-se que a quinta geração possa finalmente dar vida aos carros autônomos e à casa conectada.

Além disso, o custo deve ser menor, barateando os planos de conexão. Porém, todos nós precisaremos comprar novos smartphones, porque a maioria dos modelos atuais não é compatível com a tecnologia 5G, já adotada em diversos países.

A plataforma independente de análise de desempenho de redes móveis, Opensignal, fez um ranking dos 10 países com maior velocidade média de download usando 5G.

1. Arábia Saudita – O país que lidera a lista lançou o 5G em junho de 2019 e registrou velocidade média de download de 414,2 Mbps.

2. Coreia do Sul – Primeiro país do mundo a lançar o 5G, em abril de 2019, já tem mais de 6 milhões de usuários e velocidade média de download de 312,7 Mpbs.

3. Austrália – Embora esteja entre os países com maior velocidade média de download, com 215,7 Mbps, tem pequena cobertura. Apenas cerca de 10 cidades possuem rede 5G.

4. Taiwan – Com conexão 5G disponível desde julho do ano passado, oferece velocidade média de download de 210,2 Mbps.

5. Canadá – Com velocidade média de 178,1 Mbps, o Canadá também estreou a conexão 5G recentemente, mas a rede cobre todas as principais cidades de seu território.

6. Kuwait – Embora o 5G estivesse disponível no país desde 2018, o serviço comercial foi lançado em meados de 2019 e registrou velocidade média de download de 171,5 Mbps.

7. Suíça – A Suíça foi um dos primeiros países a implementar o 5G, mas a expansão da rede tem sido lenta. A velocidade média de download é de 150,7 Mbps.

8. Hong Kong – Disponível em mais de 90% da área da ilha principal, apenas cerca de metade dos distritos dispõe de conexão 5G, com velocidade média de 142,8 Mbps.

9 Reino Unido – Com velocidade média de 133,5 Mbps, o Reino Unido foi um dos pioneiros na oferta de conexão 5G, iniciada em maio de 2019.

10. Alemanha – A Alemanha se destaca pela cobertura da rede; cerca de 40 milhões de alemães já usam 5G, cuja velocidade média é de 102 Mbps.

No Brasil, o serviço de conexão com tecnologia 5G depende do leilão das frequências a ser feito pela Anatel. O leilão, que deveria ter ocorrido no ano passado, foi adiado por causa da pandemia da covid-19 e está previsto para acontecer este ano. Se o cronograma for cumprido, a tecnologia 5G deve estar disponível comercialmente em 2022.