Saiba os detalhes do Model 3, o elétrico “popular” da Tesla

Um ano após seu anúncio, as 30 primeiras unidades do Model 3 finalmente foram entregues em evento realizado pela Tesla na última sexta-feira (28), nos Estados Unidos. O lançamento marca o primeiro modelo “popular” de carro elétrico da montadora especializada em eletrificados.

Para manter uma linha de produção mais simples, a Tesla está construindo apenas duas versões do veículo. A mais barata sai por US$ 35.000 (cerca de R$ 100 mil), enquanto a mais cara custa US$ 44.000 (cerca de R$ 138.000).

O modelo mais econômico pode atingir uma velocidade máxima de 210 km/h, alcançando 100 km/h em 5,6 segundos. Ele tem autonomia de 350 km e sua bateria pode ser recarregada em alguns dos postos oferecidos pela Tesla. Segundo a montadora, 30 minutos de recarga são suficientes para rodar mais 210 km. Já a versão de US$ 44.000 é mais rápida – velocidade máxima de 225 km/h, chegando a 100 km/h em 5,1 segundos – e sua bateria dura até 500 km rodados.

Opinião: por que o Model 3 pode ser tão importante para a história dos carros elétricos

O Model 3 possui um interior minimalista. Uma tela touchscreen de 15 polegadas faz a função de painel – com navegação embutida, controle por voz, wi-fi e conexão 4G.

O veículo não possui chave. Para destrancar o carro e ligá-lo, é necessário que o condutor tenha sua identidade conferida pelo aplicativo da Tesla. Para a ocasião de entregar o veículo em um vallet ou emprestar a alguém, um cartão de plástico com NFC – tecnologia que permite a troca de informações sem fio — é usado.

Se o cliente achar o Model 3 pouco sofisticado, com um desembolso de US$ 5 mil instalao piloto automático. Com mais US$ 5 mil, é possível colocar um pacote premium, com teto de vidro, assentos dianteiros elétricos e maçaneta de madeira. E mais US$ 5 mil, o piloto automático pode ser integrado.

Desses, o sistema chamado Autopilot parece ser o mais rentável, de acordo com o portal Wired – ele impede a ultrapassagem de velocidade ao fazer a leitura de placas com a ajuda de câmeras instaladas, troca de faixa quando necessário e estaciona sozinho. Um sistema de autocondução mais elaborado foi desenvolvido pela Tesla, mas ainda não foi liberado pelas autoridades norte-americanas. Ele será disponibilizado por mais US$ 3 mil e permitirá uma autonomia maior do veículo.

Horas antes de entregar as primeiras 30 unidades do Model 3, Elon Musk afirmou que o maior desafio é com a produção. O CEO da Tesla promete entregar mais 100 unidades até agosto e outras 1.500 em setembro. A meta de Musk é de entrega de 500 mil veículos por ano  – um desafio e tanto se pensarmos que, em nove anos, a montadora tem 200 mil carros elétricos rodando pelas ruas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *