Seis aplicativos para ajudar a atingir a meta de zerar as emissões as carbono até 2050

O mundo levou três milhões de anos para atingir um aquecimento global de mais de 2,5 graus. Segundo o The Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC), o grupo criado pelas Nações Unidas para acompanhar, analisar e consolidar dados sobre as mudanças climáticas, do 1,1 grau de aumento da temperatura média desde a era pré-industrial, menos de 0,1 grau foi resultado de fenômenos naturais, como a erupção de vulcões ou mudanças na incidência de sol.

As emissões causadas pelo homem, como a queima de combustíveis fósseis e o corte de árvores, são as maiores responsáveis pelo aquecimento global. “Muitos setores da indústria, especialmente os que mais geram gases de efeito estufa, estão, voluntariamente ou não, buscando novas soluções para reduzir sua pegada de carbono. Mas, como somos todos responsáveis pelas emissões de gases de efeito estufa, há uma série de pequenas ações que cada um pode fazer em sua rotina para contribuir com as condições necessárias para o futuro do planeta”, diz Arie Halpern, especialista em tecnologias disruptivas.

Para ajudar nesse objetivo, há cada vez mais aplicativos disponíveis. Selecionamos seis deles que oferecem formas para ajudar a reduzir o consumo e contribuir para a preservação do meio ambiente.

  1. Plant for the Planet

    O plantio de árvores em todo o mundo é uma das formas mais simples para endereçar a meta de reduzir a emissão de CO² na atmosfera. Criado pelo cientista ambiental alemão Felix Finkebeiner, o aplicativo incentiva o plantio de árvores por meio de doação de dinheiro para quase duas centenas de projetos para restaurar a natureza em diversos países, registrando a quantidade de árvores que já ajudou a plantar.

  2. Green Tips

    O app traz mais de 150 dicas simples elaboradas pela European Environment Agency para reduzir o consumo e a emissão de carbono. São medidas simples que podem ser incorporadas à rotina diária para reduzir o consumo de água, lixo, energia, recursos naturais e informações sobre mudanças climáticas e biodiversidade, entre outras.

  3. Carbon Calculator

    Desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP), o Carbon Calculator ajuda a calcular o impacto diário no meio ambiente. O objetivo do aplicativo é reduzir as emissões de gás carbônico na atmosfera e, assim, diminuir o efeito estufa. Ele traz informações sobre como reduzir os danos às florestas, por exemplo, e calcula a emissão de poluentes em viagens de avião, trem ou carro.

  4. B4waste

    O desperdício de alimentos é um problema que afeta diretamente o meio ambiente. Cerca de 34% dos alimentos produzidos no mundo são desperdiçados a cada ano. Para minimizar esse problema, a b4waste, um marketplace com foco na redução do desperdício e no consumo sustentável, criou um aplicativo no qual é possível comprar produtos cujo prazo de vencimento está próximo, por preços menores. Ele reúne diversos mercados, empórios, armazéns e padarias, localizados na cidade de São Paulo.

  5. Telite

    A Telite, que fabrica telhas com 100% de material reciclável, criou um app pelo qual é possível trocar por dinheiro resíduos que iriam para o lixo. Condomínios, comércios e indústrias que se cadastram no aplicativo destinam papelão plástico, vidro e alumínio para a empresa e geram uma pontuação que, ao atingir um limite, pode ser convertida em dinheiro. O material pode ser retirado pela empresa ou levados a pontos de coleta. Todo o processo é documentado e registrado, garantindo que os resíduos cheguem à empresa e sejam reaproveitados.

  6. Rota da Reciclagem

    Desenvolvido em parceria com a Tetra Pak, o Rota de Reciclagem possibilita localizar pontos de coleta de qualquer tipo de lixo reciclável na região onde o usuário estiver. Ele reúne informações sobre a localização de cooperativas de catadores, empresas que compram materiais recicláveis e pontos de entrega voluntária.