Tecnologia touchless chega ao mercado de refrigerantes

O nicho de mercado mais adiantado é o dos cartões de crédito: a tecnologia touchless (sem contato) já atende à demanda de metade dos usuários em todo o globo, segundo uma recente pesquisa feita pela bandeira Mastercard. Isso significa que um a cada dois clientes de cartões de débito e crédito está acostumado a aproximar o chip de um leitor para fazer as compras, sem precisar inseri-lo em uma máquina de leitura, como ainda é muito comum no Brasil.

Certamente, o motivo para a difusão acelerada dessa tecnologia é a possibilidade de contágio pelo coronavírus, já que uma das mais importantes medidas de prevenção consideradas pelas autoridades de saúde é manter distância física sempre que for possível. Por hora, como no Brasil a tecnologia dos cartões ainda não está difundida, improvisadamente os pontos de comércio oferecem alguma medida de higienização, normalmente a aplicação de álcool em gel, para os clientes.

Agora, a gigante do setor de alimentos e bebidas Coca-Cola passou a adotar a tecnologia touchless para a venda de seus produtos em lanchonetes dos Estados Unidos. Como muita gente sabe, é comum que naquele país, mediante um determinado valor fixo, o cliente possa se servir quantas vezes quiser de refrigerantes em máquinas dispostas no salão. Esse tipo de atendimento gera uma vulnerabilidade à ação do vírus, porque muitas pessoas acabam por tocar as mãos nas torneiras, e levam os copos à boca.

“A tecnologia escolhida pela Coca é bastante interessante, baseada em QR codes, e os clientes podem usar seus smarthphones para acessar a bebida sem nem mesmo precisar fazer download de um aplicativo específico”, diz o especialista em tecnologias disruptivas Arie Halpern. Os consumidores podem segurar sua câmera em direção à tela, que digitaliza automaticamente um código QR e se conecta à nuvem para trazer a interface do usuário que escolhe o tipo de refrigerante disponível. Para os mais ousados, que gostam de misturar sabores no mesmo copo, é possível fazer com que as porcentagens escolhidas de cada um deles sejam servidas como desejado.

Difusão rápida

Em meio à emergência sanitária, a Coca-Cola está acelerando a implantação dos equipamentos nos Estados Unidos, após uma experiência bem-sucedida em Atlanta, onde fica a tradicional sede da companhia. Durante as próximas semanas, o dispensador de refrigerantes touchless será enviado para mais de 10 mil pontos de venda em todo o país.

Com informações: The Coca-Cola Company; Mastercard; Phys; OMS.