Tecnologias estão modificando a área de construção, segundo Arie Halpern

Quais são as tecnologias que estão mudando a área de construção, segundo Arie Halpern

Quais são as tecnologias que estão mudando a área de construção, segundo Arie Halpern

As tecnologias disruptivas estão modificando uma das maiores indústrias do mundo: a de construção. Aplicativos, gadgets, sensores e drones estão chegando para mostrar que uma nova forma de se construir casas e edifícios é viável. Quando equipado com a tecnologia certa, companhias de construção do mundo inteiro podem crescer de forma segura e eficiente, mudando a área de construção, segundo Arie Halpern, economista e empreendedor com foco em tecnologias inovadoras e disruptivas.

Um exemplo de tecnologia que pode melhorar os ambientes de construção são os wearables voltados especificamente para o setor, especialmente aqueles que contêm sensores. Muitas empresas estão incorporando equipamentos desse tipo no seu dia a dia, que vêm em forma de botas, pulseiras, capacetes e outros equipamentos de segurança. Esses sensores auxiliam os construtores a melhor monitorar o sítio da construção; os capacetes alertam o mestre de obras caso acontece de um dos trabalhadores se machucar e os sensores de pulso conseguem monitorar a temperatura corporal dos trabalhadores e evitar que eles sofram de exaustão, assim como cintos de segurança utilizados para subir nas construções podem identificar quantos trabalhadores estão em determinada estrutura e avisar o mestre de obras no caso de uma caída abrupta de um dos funcionários.

“Esses sensores foram pensados principalmente para obter e transmitir informação digital ou visual sobre a construção e melhorar a qualidade do desempenho e trabalho”, explica Arie Halpern. “Alguns desses equipamentos usam a realidade aumentada para passar ainda mais informações sobre os materiais, quantidades e logística da área de construção.” Alguns exemplos desses modelos são o capacete e a veste criadas pela Virginia Tech, nos Estados Unidos.

As companhias de construção têm trabalhado também para sofisticar suas ferramentas de construção, transformando-as em acessórios poderosos para o dia a dia das construtoras. Essas modificações servem, por exemplo, para ter uma melhor logística do equipamento. “As companhias estão começando a colocar códigos de barra em seus materiais e instrumentos para que eles sejam escaneados no começo e final de cada dia, assim os engenheiros conseguem ter uma boa ideia de como o desenvolvimento da obra está acontecendo”, explica Halpern. Escaneres a laser também têm grande utilidade, já que permitem que os trabalhadores capturem fotografias em três dimensões de um modelo, com as medidas e outras informações necessárias, como os materiais que serão utilizados. Esses escâneres podem ser usados para modelos de locais, modelos de estradas, documentação forense, controle de segurança e qualidade etc. e acelera essa fase do trabalho de construção, permitindo que os construtores se foquem em outras partes do projeto.

Quando se trata de inspecionar o local de construção, os drones são os melhores amigos dos mestres de obras. A tecnologia que esses veículos aéreos possuem está mudando o cenário da construção. Diversas empresas do setor contratam pilotos especializados para analisar possíveis locais de obras em áreas muito movimentadas ou em localizações remotas. Além disso, observar a área de construção de cima facilita o reconhecimento de estruturas com defeito ou instáveis, deixando o produto final em melhores condições.

“Ao invés de pensarmos em uma única tecnologia que mude tudo, devemos pensar em pequenos dispositivos conversando uns com os outros”, diz Arie Halpern. “Essas tecnologias se adaptarão para melhor servir às nossas necessidades no setor de construção e as pessoas já estão abertas a usar esse equipamento e vestimentas.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *