Ultrassom e deep learning revolucionam próteses de mão

A tecnologia tem ajudado pessoas amputadas a viver uma vida normal em muitos aspectos. O uso de próteses falsas é uma técnica muito antiga, usada para apenas substituir a ausência do membro, porém, recentemente, a tecnologia acrescentou funcionalidade às próteses, tornando-as úteis para seus usuários. A grande responsável por essa revolução nas próteses é a robótica

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Georgia desenvolveram uma mão robótica que utiliza sinais ultrassonoros e deep learning para aumentar o controle intuitivo do nível dos dedos do aparelho por meio do mapeamento de pequenos movimentos musculares no antebraço.

Quando o cérebro quer mover os dedos ele envia mensagens que atuam diretamente nos músculos do antebraço em padrões específicos. Esses padrões são muito complexos para discernir com sensores comuns – de eletromiografia (EMG) – mas com ultrassom, é possível fazer um mapa muito mais detalhado e dinâmico desses padrões. Captados esses dados, com o auxílio de “deep learning” os cientistas conseguiram correlacionar os padrões de ultrassom com movimentos específicos de dedos com fidelidade impressionante.

Arie Halpern fala sobre a tecnologia das próteses

A prótese – apeliada de SkyWalker, em referência à prótese futurista do personagem Luke, em Star Wars – vem agradando milhares de usuários ao redor do mundo. Um dos primeiros voluntários do experimento conseguiu, inclusive, tocar piano com a prótese em uma de suas mãos.

Para Arie Halpern, os avanços da tecnologia nos campos da medicina e da  robótica deram qualidade de vida a quem necessita usar próteses. “Hoje, elas são feitas de materiais mais leves, capazes de executar movimentos quase  naturais, permitindo correr, subir escadas e pegar objetos com muito mais eficiência. Além disso, a criatividade passou a ocupar espaço na confecção das peças de hoje, trazendo constantes inovações para este mercado”, conclui Arie.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *