Você conhece as Cloud Kitchens?

Restaurantes que não possuem lojas físicas, mas conseguem realizar a entrega de seus pratos por meio de aplicativos: esse é o conceito que está por trás das Cloud Kitchens, a nova tendência do mercado de delivery — e que vem recebendo investimentos milionários.

Elas vêm se popularizando graças a aplicativos como o UberEats, Deliveroo e Rappi, que conectam clientes diretamente aos cozinheiros e chefs, sem que estes contem, necessariamente, com lojas físicas. Claro que também existem restaurantes tradicionais cadastrados nos aplicativos, mas a tecnologia está levando empreendedores a criar cozinhas compartilhadas, espaços que juntam mais de uma empresa do ramo alimentício para a produção de pratos exclusivamente para entrega.

No início deste ano, a rede de Cloud Kitchen Keatz, especializada em comida mexicana, obteve um aporte de investidores no valor de 12 milhões de euros. “Enquanto alguns restaurantes se especializam em receber bem o cliente e criar um ambiente aconchegante e atraente, negócios como os nossos precisam focar apenas em comida”, disse Paul Gebhardt, co-fundador da Keatz, em entrevista ao TechCrunch.

Arie Halpern, economista e especialista em tecnologias disruptivas, observa que a tecnologia está se inserindo cada vez mais no cotidiano, reformulando hábitos e comportamento. “Para ter sucesso, os novos empreendimentos precisam lançar mão de soluções práticas e inteligentes, como o compartilhamento de espaço e redução de custos”, afirma.

O nome Cloud Kitchens remete ao armazenamento de arquivos em nuvem, o Cloud Storage, em que a pessoa consegue salvar arquivos mesmo se o computador não tiver memória para armazenagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *