Anywhere office e as novas perspectivas de trabalho à distância

Uma pesquisa recente mostra que 73% das corporações brasileiras tendem a instituir definitivamente o home office como uma prática em suas rotinas de trabalho – sejam elas híbridas, modulares ou disruptivas.

Com as restrições de circulação de pessoas impostas pela pandemia da covid-19, o trabalho remoto, que já era tendência, ganhou ainda mais notoriedade. A tecnologia, por meio de plataformas como WhatsApp, Zoom, Google Meet, Trello, Dropbox, Google Drive e outros, permitiu o distanciamento social dentro dos ambientes corporativos. Segundo o IBGE, em 2020 aproximadamente nove milhões de colaboradores puderam seguir trabalhando à distância graças a tecnologia. E a possibilidade de manter a rotina profissional estando em qualquer lugar – o anywhere office – também está mostrando que é possível aliar produtividade e bem-estar.

A adoção de jornada flexível já estava em uma curva ascendente, segundo pesquisa da Internacional Workplace Group (IWG); agora muitas empresas estão planejando em adotar essa dinâmica de forma permanente. Uma pesquisa realizada pela cervejaria Corona em parceria com a Box1824 mostrou que mais de 73% das empresas brasileiras pretendem instituir o home office como prática definitiva pós pandemia, sendo elas em jornadas híbridas (alguns dias por semana no escritório), modulares (períodos alternados, como um mês sim, outro não) ou disruptivas (trabalho 100% remoto).

A principal característica dessa nova dinâmica laboral é que qualquer ambiente é um espaço de trabalho, seja em casa, no parque, na praia ou em um espaço de coworking. “O trabalho remoto não ampliou apenas a liberdade de escolha dos trabalhadores, ele também possibilitou qualidade vida e equilíbrio nos âmbitos profissional, pessoal e mental; cuidar desses aspectos é fundamental para um bom desempenho profissional e para viver com satisfação”, explica o especialista em tecnologias disruptivas Arie Halpern.

Trabalho de qualquer lugar

O conceito de anywhere office amplia as possiblidades de conexão à distância e permite que os colaboradores tenham mais liberdade em suas rotinas profissionais. Além disso, pode contribuir para que as empresa diversifiquem suas equipes: profissionais de diferentes cidades ou até países podem fazer parte de um mesmo projeto, com apoio das tencologias de conexão, compartilhamento de dados e computação em nuvem.

“Muitas empresas e empresários não acreditavam que a produtividade seria mantida no trabalho à distância e muito menos que essa realidade chegaria tão rápido, mas felizmente se adaptaram e hoje, além de terem atingido suas metas, superaram suas próprias expectativas “, conclui Halpern. Segundo pesquisa da Fundação Instituto de Administração (FIA), 94% das empresas brasileiras afirmam que atingiram ou superaram suas metas.